Aprendiz Online

Aprendiz Online

Fórum Hipermidiático Aprendiz Online
Visite o blog O EU QUE EU ERA.BLOGSPOT.COM e descubra o óbvio!

Votação

A Internet é um lugar de autoria ou de plágio?
20% 20% [ 2 ]
10% 10% [ 1 ]
70% 70% [ 7 ]
0% 0% [ 0 ]

Total dos votos : 10

Últimos assuntos

Login

Esqueci minha senha


    Pequenas e médias empresas ganham espaço no comércio online

    Compartilhe

    Rafael Andre
    Admin

    Mensagens : 242
    Data de inscrição : 09/06/2009
    Idade : 33
    Localização : Maceió - AL

    Pequenas e médias empresas ganham espaço no comércio online

    Mensagem por Rafael Andre em Seg Ago 24, 2009 5:52 pm


    O faturamento das micro, pequenas e médias empresas na internet subiu 1,6% no primeiro semestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2008. A conclusão é da pesquisa Webshoppers, divulgada nesta semana pela consultoria e-bit. Enquanto isso, as 10 maiores lojas da internet perderam 2,3% e as 50 maiores, 1,6% em faturamento no mesmo período.

    “O investimento para montar uma loja virtual é baixo, mesmo que seja para criar uma loja tímida”, destaca Pedro Guasti, diretor-geral da e-bit. Isso, segundo ele, ajudou no crescimento das empresas de pequeno e médio porte na internet.

    Além disso, ele acrescenta que, atualmente, os consumidores estão mais informados e “antenados” em busca de novidades, e há facilidade para que as empresas apareçam nos sites de busca, aumentando a sua exposição.

    A consultora do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (Sebrae-SP) Lílian Fusco ressalva que não tem dados específicos sobre a atuação das pequenas e micro empresas (PMEs) na web, mas concorda que os sites de busca proporcionam mais oportunidades a elas já que ampliam as possibilidades do consumidor, “principalmente de procurar o produto de seu interesse com especificações técnicas, comparar preços, ter maior conhecimento sobre o produto”, diz.

    O Observatório das Micro e Pequenas Empresas, pesquisa elaborada pelo Sebrae de São Paulo em outubro do ano passado, mostrou que 71% das PMEs brasileiras têm acesso à internet, e 14% delas usam a rede mundial de computadores para vender produtos ou serviços.

    Comércio "de bairro"

    Atualmente, há cerca de 60 mil micro, pequenas e médias empresas que vendem na internet, segundo o diretor executivo da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara e-net), Gerson Rolim. “A relação do consumidor com a pequena empresa traz uma sensação de melhor atendimento na internet”, diz ele, comparando esta relação com a que o consumidor costuma manter com o comércio de bairro. “Traz proximidade”, avalia.

    Outro fator que pode ter contribuído para um melhor desempenho das PMEs no comércio eletrônico é o aumento do volume e da frequência das compras da classe C pela internet, na opinião de Lílian, do Sebrae.

    Vantagens

    Para a consultora, o e-commerce traz uma série de vantagens para os micro e pequenos empresários, como a possibilidade de abrir novos mercados. “É uma vitrine virtual, mesmo que seja utilizada pelo consumidor somente para pesquisa de preço antes da decisão de compra ser feita na loja”, afirma. Além disso, a internet é um canal de relacionamento com o cliente, segundo Lílian.

    Para Guasti, da e-bit, os meios de pagamento também estão mais simples e confiáveis. “Atualmente há meios de pagamento que trazem segurança tanto para o comerciante quanto para o consumidor, porque funcionam como intermediários: eles recebem o dinheiro do cliente e só repassam para a empresa quando o produto for entregue”, explica. Para Lílian, até o uso do cartão de crédito está mais acessível aos pequenos comerciantes.

    Cuidados

    Mas ela alerta que são necessários cuidados para o pequeno empresário que quer entrar no e-commerce, porque a atividade vai além da compra e venda. “Ela inclui também conhecer seu mercado e o tamanho dele, a concorrência, construir um site atrativo, com linguagem adequada, estar inserido em sites de busca, logística, e tudo isso sem esquecer do atendimento ao cliente”, afirma.

    “O grande desafio para a pequena empresa é conhecer muito bem seu negócio, fazer um bom planejamento e ter pessoas preparadas para gerenciar esse canal de vendas”, conclui.

      Data/hora atual: Qua Jan 25, 2017 4:19 am